Um leite para chamar de seu, todinho seu!





Não é difícil, nem custa caro: dá para fazer leite vegetal em casa sim!

Nesse post vou compartilhar com vocês como preparo leite vegetal a partir de qualquer oleaginosa (castanhas, sementes e coco), ingrediente base dos meus leites vegetais preferidos. Vou também deixar uma receitinha de leite de aveia, porque é suuuper econômico e dá para coar na peneira :)

No final do post eu explico o que é voal e quais utensílios você vai precisar para preparar um leite para chamar de seu. E sim, trago também dicas para conservar, limpar as garrafas... tá bem completinho esse post hein?!


LEITE DE OLEAGINOSAS


Opções mais baratas: amendoim, semente de girassol e, se você tiver a sorte de morar em uma região que tenha coco marrom em abundância, essa opção fica também barata.

Meus leites favoritos: coco, amendôas e castanha do pará.

Dá para fazer com: amendoim, amêndoas, avelã, castanha de caju, castanha do pará, nozes, pecan, macadâmia, pistache, semente de girassol, semente de abóbora e coco.


INGREDIENTES

1 xícara da oleaginosa escolhida.

2 1/2 xícara de água.


DICA: Você pode ir testando a proporção de água para ver como gosta mais. De 2 a 3 xícaras de água para 1 xícara de oleaginosa (seca) é uma margem legal para testar.


PREPARO

Deixe a oleaginosa de molho na água por pelo menos 6 horas. Isso facilita na hora de bater e de liberar a gordura, além de reduzir a ação do fitato, anti-nutriente presente na casca das oleaginosas. Descarte a água do molho, acrescente água e bata por 2 minutos. Coe com a ajuda de um voal, coador de pano ou de um pano de prato (no final do post tá bem explicadinho isso em Utensílios Necessários) e pronto!

OBS: Para o leite de coco, é necessário amornar a água, naquela temperatura em que você daria banho em um neném :)


O QUE FAZER COM O RESÍDUO?

Nesse post eu trago 4 receitinhas para você aproveitar esse ingrediente, que tá longe de ser lixo!


LEITE DE AVEIA


INGREDIENTES


3/4 de xícara de aveia em flocos (finos ou grossos).

1 litro de água morna.


PREPARO


Bata a aveia e a água durante dois minutos. Em seguida, passe pelo voal, coador de pano, pano de prato ou até mesmo na peneira (esse rola!). Já vi gente utilizando esse leite sem coar, de fato, o resíduo que ele gera é tão pouco que não dá nem para reaproveitar.


RESSALVAS

Não é um bom leite para beber com café, porque ele libera amido, ou seja, dá uma engrossadinha. Por outro lado, é perfeito para chocolate quente, mingau, molho branco ou vitaminas.



UTENSÍLIOS NECESSÁRIOS


Liquidificador, uma vasilha e algo para coar (pode ser um coador de pano ou pano de prato), basicamente, mas para quem quer começar a fazer leite vegetal sempre, sugiro muito a aquisição de um voal, um tipo de tecido que vende em lojas de cortinas. Em São Paulo, eu encontrava esse tecido já em forma de "saquinho", com elástico para facilitar na hora de prender na vasilha e de fechar para coar. Ter um utensílio desses é um investimento que vale a pena (paguei R$10,00 no meu) porque vai agilizar o processo todo para você que quer fazer sempre, e em quantidade.

Ouvi de uma pessoa querida que tem que tomar cuidado com os microplásitcos no voal... Minha opnião sobre isso é que é melhor se sujeitar a esses microplásticos do que a abrir uma caixinha que tem muito mais do que água e castanha ou aveia. Se eu consigo manter uma produção razoável de leite vegetal em casa, é porque conto com a ajuda do voal, viva o voal, do voal eu não abro mão hahaha.

No pano de prato ou coador de pano a gente não consegue extrair tanto leite quanto no voal.

Mas se você nunca fez e quer testar, não espere encontrar um voal, vai no pano de prato que eu fiz assim por um bom tempo :)


Voal com elástico já preso na vasilha, prontinho para receber o leite


"ORDENHA"


É minha parte favorita, esprema beeeem para extrair seu leite e divirta-se!




ARMAZENAMENTO e HIGIENIZAÇÃO

Em garrafas de vidro esterelizadas, duram de 4 a 5 dias na geladeira, e 1 mês no congelador.

Para esterelizar a garrafa, você pode ferver elas em uma panela com água durante cinco minutos ou simplesmente pingar umas gotinhas de álcool, fechar a garrafa, agitar para que ele se espalhe e depois deixar aberta até que o alcool evapore completamente.

Para lavar as garrafas, aconselho primeiro encher elas com água morna para deixar de molho por algumas horas, e depois passar na parte interna uma escovinha de limpeza própria para garrafas.


Gostou desse post?


Então comenta aqui para eu saber e compartilhe com quem você sabe que vai aproveitar :)





Posts recentes

Se cadastre na minha newsletter e receba receitas e informações sobre alimentação vegana quinzenalmente

  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram
  • Facebook Luisa Mafei

©2019 by Luisa Mafei Cozinha Afetiva